Zona do euro fecha acordo para ajudar Grécia

Os governos da zona do euro concordaram com um novo pacote de ajuda para a Grécia e em reestruturar a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), segundo documento prévio do encontro de cúpula da zona do euro que ocorre hoje em Bruxelas.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

21 de julho de 2011 | 10h29

As mudanças preveem a redução dos encargos da dívida da Grécia, Portugal e Irlanda, por meio da redução da taxa de juro cobrada nos empréstimos concedidos pelo EFSF para 3,5%, dos atuais 5,5%, e ampliação da média de 7,5 anos para pelo menos 15 anos do vencimento dos empréstimos.

O EFSF terá ainda poder para recapitalizar os bancos por meio de empréstimos concedidos aos governos da zona do euro, incluindo aqueles que não tenham recorrido aos programas de socorro da linha, diz o documento. O EFSF também terá poder para intervir no mercado secundário de dívida da zona do euro, a partir da análise do Banco Central Europeu (BCE) e do aval unânime de países que participam do EFSF.

O setor financeiro poderá escolher a partir de um menu como ajudar a financiar a dívida da Grécia nos próximos anos, incluindo troca de dívida, rolagem de dívida ou recompra, segundo o documento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
crisedívidaGréciazona do euroacordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.