Estadão
Estadão

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Economia da zona do euro cresce 0,4% no primeiro trimestre

A maior economia do bloco, a Alemanha, registrou alta de 0,3% no PIB do primeiro trimestre e a França avançou 0,6%

Agência Estado e Reuters

09 de junho de 2015 | 09h18

LONDRES - O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,4% no primeiro trimestre de 2015 ante o quarto trimestre de 2014 e teve expansão de 1% na comparação anual, segundo dados revisados pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. A demanda de famílias e os investimentos foram os dois fatores que mais contribuíram para o crescimento econômico da zona do euro no primeiro trimestre.

Os números não se alteraram em relação às estimativas iniciais e vieram em linha com as expectativas dos analistas. A Eurostat, porém, revisou o resultado do PIB do bloco referente aos últimos três meses do ano passado, para alta de 0,4% ante o trimestre imediatamente anterior, de aumento de 0,3% no cálculo original. 

O consumo de famílias, há muito o componente mais fraco do crescimento na zona do euro, agora foi o que mais contribuiu - 0,3 ponto porcentual no resultado trimestral geral. O investimento acrescentou mais 0,2 ponto percentual e os estoques em alta e os gastos do governo somaram mais 0,1 ponto percentual cada. Mas a contribuição do comércio exterior foi negativa, uma vez que as importações cresceram duas vezes mais que as exportações na base trimestral.

A maior economia da zona do euro, a Alemanha, cresceu 0,3% na comparação trimestral. A França, segunda maior economia, registrou expansão de 0,6%, e a terceira maior, a Itália teve resultado positivo de 0,3%. As economias de Grécia, Estônia, Lituânia e Finlândia contraíram.

Tudo o que sabemos sobre:
PIBzona do euroAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.