Zona do euro terá recuperação a partir do 2o semestre de 2013, diz BCE

A economia da zona do euro deve permanecer fraca e só vai começar a se recuperar no ano que vem, disse o Banco Central Europeu (BCE) nesta quinta-feira em seu boletim mensal, acrescentando que a inflação deve cair abaixo da sua meta de 2 por cento em 2013.

Reuters

13 de dezembro de 2012 | 08h16

O BCE manteve sua principal taxa de juros em uma mínima recorde de 0,75 por cento na semana passada.

Como de costume, o editorial do boletim foi praticamente idêntico ao seu comunicado de política, lido pelo presidente Mario Draghi após a reunião do banco na última quinta-feira.

"A fraqueza econômica na zona do euro deve se estender até o ano que vem", disse o BCE no boletim.

"Mais tarde, em 2013, a atividade econômica deve se recuperar gradualmente, enquanto a demanda global se fortalece e a postura de política monetária acomodativa do BCE e a melhora da confiança do mercado abrem caminho pela economia".

(Por Eva Kuehnen e Paul Carrel)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBCECRISE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.