Zona Franca tem prejuízo de R$ 1 bi com greve de fiscais

Já chega perto de R$ 1 bilhão o prejuízo causado nas empresas da Zona Franca de Manaus pela greve dos auditores da Receita Federal, hoje em seu 31º dia. No aeroporto e no porto de Manaus há cerca de US$ 150 milhões em mercadorias paradas. Com estoques de componentes importados praticamente zerados, 18 empresas mantinham paradas algumas linhas de produção até ontem. Cerca de 7 mil trabalhadores foram colocados em licença remunerada.?As indústrias de Manaus e seus fornecedores locais já deixaram de faturar quase R$ 1 bilhão?, diz Wilson Périco, presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Amazonas (Sinaees).A greve pode travar os desembarques no Porto de Santos, o maior da América Latina, ainda esta semana. Ontem, o congestionamento de contêineres já comprometia 92% da capacidade de operação dos terminais de Santos. ?Mais um pouco, vai se tornar inviável a operação de descarga no porto?, afirma José Roberto Campos, diretor-executivo da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegários. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.