Neon
Neon

Banco Central prorroga por 60 dias prazo de inquérito no Banco Neon

Liquidação extrajudicial foi decretada em função da 'existência de graves violações'

Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

03 Dezembro 2018 | 16h37

BRASÍLIA - O Banco Central publicou nesta segunda-feira, 3, o Ato de Diretor n.º 645, que prorroga por 60 dias, a contar de 9 de dezembro, o prazo para conclusão do inquérito instaurado no Banco Neon S.A, que está em liquidação extrajudicial.

Com sede em Belo Horizonte, o Banco Neon teve a liquidação extrajudicial decretada em 4 de maio deste ano, em função da "existência de graves violações às normas legais e regulamentares que disciplinam a atividade da instituição". Na época, o Broadcast apurou que entre as irregularidades estavam a deficiência patrimonial e a não observância das regras de lavagem de dinheiro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.