Wilton Junior/Estadão - 28/10/2010
Wilton Junior/Estadão - 28/10/2010

Em resposta a Meirelles, Petrobrás afirma não cogitar rever política de preços

Estatal divulgou nota afirmando que em nenhum momento foi cogitada "qualquer alteração nas regras atualmente aplicadas pela companhia"

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

06 Março 2018 | 16h13

RIO- Após o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmar que discutirá a política de preços da Petrobras para que os consumidores de combustíveis não sejam tão afetados pelas volatilidades internacionais, a estatal divulgou nota afirmando que em nenhum momento foi cogitada "qualquer alteração nas regras atualmente aplicadas pela companhia". A empresa ainda declarou que os preços praticados nas refinarias são "de sua exclusiva alçada".

A Petrobras informou que o governo consultou a petroleira sobre as cotações externas, "quando registrou preocupação com a volatilidade dos preços para o consumidor final". À rádio CBN Ribeirão, no entanto, o ministro da Fazenda falou pela manhã que "o presidente Temer está trabalhando duramente e tão logo se tenha nova política de preços definida", será anunciado.

+ Para Parente, alto preço dos combustíveis não é culpa da Petrobrás

Na nota em que se posiciona sobre as afirmações do ministro, a estatal reafirmou que continuará ajustando os preços da gasolina e do diesel nas refinarias diariamente, em linha com as cotações internacionais de petróleo. A companhia ainda destacou o peso da carga tributária nos preços aos consumidores. "E tendo em vista a formação do preço final ao consumidor, onde a parcela da refinaria constitui menos de 50% no diesel e menos de 33% na gasolina, qualquer medida cujo objetivo seja o de reduzir a volatilidade deverá alcançar os demais componentes do preço, sendo que o principal deles é a carga tributária, federal e estadual", traz a nota.

Mais conteúdo sobre:
Henrique Meirelles Petrobrás petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.