Silvana Garzaro/Estadão
Silvana Garzaro/Estadão

Novo diretor de Governança toma posse na Petrobrás

Nomeado na última terça-feira, após decisão do conselho de administração da empresa, João Elek terá missão de assegurar a conformidade dos projetos da estatal e mitigar riscos de fraudes e corrupção

Antonio Pita, O Estado de S. Paulo

19 de janeiro de 2015 | 21h31


De forma discreta, sem cerimônia aberta à imprensa, a Petrobrás empossou na tarde desta segunda-feira o novo diretor de Governança, Risco e Conformidade, João Elek. O executivo foi nomeado na última terça-feira, após decisão do conselho de administração da empresa, que analisou nomes entre mais de 70 candidatos selecionados por uma empresa especializada. Durante a cerimônia de posse, a presidente da estatal, Graça Foster, afirmou que a companhia busca a "completa e rápida elucidação" das denúncias de irregularidades na empresa.

Segundo Graça, a missão do novo diretor é assegurar a conformidade dos projetos da estatal e mitigar riscos de fraudes e corrupção. "Tenho certeza de que faremos uma empresa ainda melhor. Estamos tendo o equilíbrio para superar os problemas decorrentes da Operação Lava Jato, especialmente auxiliando as Autoridades Públicas para a completa e rápida elucidação dos fatos e em paralelo conduzimos nossa empresa para que ela continue crescendo e operando com excelência", afirmou a executiva, segundo comunicado encaminhado pela estatal.

Já o novo diretor, João Elek, afirmou que a empresa "sairá mais forte" do processo de investigação de denúncias de corrupção na cúpula da empresa, que corre no Ministério Público Federal do Paraná. "Estou muito honrado com a oportunidade de contribuir com a Petrobrás, e os colegas diretores, líderes da empresa, com minha experiência em governança. A empresa sairá deste momento ainda mais forte".

Sob seu comando estarão três gerências executivas criadas junto com a nova diretoria: Gerência de Governança, voltada para monitorar os controles internos e o cumprimento de diretrizes nos projetos da estatal; a Gerência de Gestão de Riscos Corporativos, que atuará focada na identificação e monitoramento dos riscos em todas as áreas do Sistema Petrobrás; e ainda a Gerência de Conformidade, que será voltada para o planejamento e coordenação de atividades de controle e mitigação de riscos de fraude e corrupção.

Entre as atribuições do novo diretor estará a atuação no Comitê Especial, criado pela empresa para auxiliar e intermediar as investigações independentes realizadas por dois escritórios de advocacia contratados pela estatal. Também integram o comitê a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie Northfleet e do ex-executivo da Siemens, Andreas Pohlmann.

João Elek foi escolhido entre 77 candidatos selecionados pela empresa Korn Ferry, especializada em seleção de executivos. Ele ficará no cargo por três anos, prorrogável pelo mesmo período. Elek atuou por mais de 20 anos no Citibank, e também passou por grandes empresas privadas na área de diretoria financeira.

 

Tudo o que sabemos sobre:
governançapetrobrásjoão elek

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.