Investimento da GM deve criar 1,7 mil empregos em SP

Total anunciado nesta segunda pela montadora, de R$ 1,4 bilhão, será destinado às unidades de São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes

Carolina Freitas, da Agência Estado,

22 de março de 2010 | 19h48

O investimento de R$ 1,4 bilhão anunciado nesta segunda-feira, 22, pela General Motors do Brasil ao governador José Serra (PSDB), em evento no Palácio dos Bandeirantes, deve criar no Estado de São Paulo cerca de 1,7 mil empregos diretos e indiretos até 2011, estima o presidente da empresa no Brasil e Mercosul, Jaime Ardila. Os recursos serão destinados às unidades de São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes e fazem parte de um plano de investimentos de R$ 5 bilhões de 2008 a 2012.

 

A maior parte dos recursos - R$ 1,35 bilhão - será usada na modernização e adequação da fábrica de São Caetano para a produção de dois novos modelos de veículos. "O investimento vai aumentar em 30% a capacidade produtiva da planta", afirmou Ardila.

 

O presidente regional da GM manteve mistério sobre os novos modelos, mas adiantou que eles serão lançados no último trimestre de 2011. Em São Caetano são produzidos o Corsa, o Astra e o Vectra. Na unidade hoje trabalham 7 mil pessoas. "Será gerado um número considerável de empregos", disse Ardila. Serra arriscou um palpite: 1,5 mil postos. "É um bom número", concordou o empresário.

 

Os outros R$ 50 milhões serão aplicados no complexo industrial de Mogi das Cruzes, onde são feitos componentes para os carros. A fábrica dará suporte às necessidades da unidade de São Caetano. A mudança demandará a contratação de 190 pessoas, que se somarão aos 760 funcionários atuais, prevê Ardila.

 

O governador comemorou o investimento. "Para São Paulo, esse investimento representa mais emprego, mais produção e mais arrecadação", disse, arrancando risos dos empresários. "Sabíamos que você não esqueceria da arrecadação", disse Ardila.

Tudo o que sabemos sobre:
GMinvestimentosempregosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.