Dell pagará 100 milhões de dólares por inflar lucros

Comissão de Valores e Câmbio conseguiu fechar um acordo e por um ponto final na investigação dos ganhos inflados

AP,

23 de julho de 2010 | 01h40

WASHINGTON - A fabricante de computadores Dell pagará US$ 100 milhões para encerrar um caso em que foi acusada de usar os pagamentos da empresa de microprocessadores Intel, para inflar seus lucros por cinco anos, diz as autoridades federais.

Além disso, o presidente e diretor geral, Michal Dell, pagará uma multa civil de US$ 4 milhões. Entretanto, segue um acordo firmado com a Comissão de Valores e Câmbio (SEC, em inglês).

O acordo é a finalização de uma investigação mais de cinco anos da SEC.

Embora a penalização de 100 milhões de dólares não seja uma grande multa imposta pela comissão, a decisão de apresentar acusação contra um executivo e chefe de uma companhia importante e um acordo milionário são raros.

Michael Dell é uma das figuras mais importantes da indústria informática.

Tudo o que sabemos sobre:
Dell, multa, lucros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.