Ação da Julio Simões sai a R$ 8,00 e IPO gira R$ 494,5 milhões

Estreia das ações na Bovespa está prevista para esta quinta-feira

Vinícius Pinheiro, da Agência Estado,

19 de abril de 2010 | 18h42

Depois de adiar o cronograma por duas vezes, a Julio Simões Logística conseguiu obter demanda suficiente para fechar a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), que atingiu R$ 494,5 milhões. A empresa obteve o preço de R$ 8,00, abaixo do piso da faixa indicativa, que já havia sido reduzido para R$ 8,50 a R$ 9,50.

 

As condições originais previam que a ação da empresa seria vendida entre R$ 10,75 a R$ 13,75. Ou seja, em relação ao valor máximo que a companhia poderia obter, de R$ 1,036 bilhão, houve uma redução de 52% na oferta.

 

A empresa pretendia emitir inicialmente 55,813 milhões de ações. Além do lote principal, a empresa registrou mais 6 milhões de ações do lote suplementar, que se não for exercido no prazo de 30 dias reduzirá o valor da operação para R$ 446,5 milhões.

 

A definição do preço do IPO, originalmente prevista para quinta-feira da semana passada, foi adiada para o dia seguinte, quando houve a redução da faixa de preço. Esse prazo, porém, também não foi cumprido e havia a expectativa no mercado de que a operação pudesse ser cancelada.

 

Conforme anteriormente informado pela Agência Estado, além do momento mais difícil para os IPOs, a demanda pela oferta da Julio Simões acabou sendo prejudicada por conta do processo criminal envolvendo o diretor presidente e principal acionista da empresa, Fernando Antonio Simões. "Nesse mercado atual prefiro ter cautela e não arriscar em uma empresa nova e com a governança claramente afetada pelos problemas do controlador", avaliou um gestor de fundos que preferiu não ser identificado.

 

Simões é acusado de fraude em licitação e corrupção ativa em processo criminal na Bahia. De acordo com informações do prospecto da oferta da Julio Simões, o processo - que se encontra em fase inicial e ainda não foi julgado - se refere a uma licitação de terceirização de frota de 191 viaturas para a Polícia Militar da Bahia, vencida pela companhia. Os executivos da empresa

envolvidos no caso negam as acusações.

 

Com o registro da oferta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) hoje, a estreia das ações deverá acontecer nesta quinta-feira, dia 22, com o código "JSLG3". O coordenador líder da oferta da Julio Simões é o Bradesco BBI. O banco atua na operação ao lado de Credit Suisse, BTG Pactual e BB Investimentos.

 

Tudo o que sabemos sobre:
açõesbolsaIPOJulio Simões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.