Acionista processa Goldman Sachs por omitir investigação da SEC

Este é o terceiro preocesso contra a instituição desde a acusação de fraude no dia 16

Marcílio Souza, da Agência Estado,

26 de abril de 2010 | 16h21

Um acionista do Goldman Sachs entrou com um processo judicial nesta segunda-feira contra o banco, acusando-o de não ter informado que era investigado pela SEC, a CVM norte-americana. O processo, que foi encaminhado ao tribunal federal de Manhattan, pede um status de ação de classe em prol de outros acionistas do Goldman.

 

Esse é o terceiro processo contra o Goldman desde que a SEC entrou com uma ação civil contra o banco no dia 16. Dois outros acionistas da instituição financeira entraram com processos na Suprema Corte de Manhattan na última sexta-feira.

 

Em seu processo, a SEC acusa o Goldman de não informar aos investidores de um produto financeiro estruturado ligado a hipotecas subprime que o fundo de hedge Paulson & Co. havia ajudado a selecionar o portfólio de hipotecas que servia de base ao investimento e que fazia apostas contra o desempenho do produto. A transação em questão ocorreu no início de 2007 e é uma das várias transações chamadas "Abacus".

 

Já a ação encaminhada hoje pelo acionista diz respeito à "Wells Notice", que o Goldman teria recebido em meados do ano passado da SEC relacionada à transação Abacus. A Wells Notice é uma notificação de um órgão regulador do mercado mobiliário de que pretende recomendar a aplicação de uma medida, e dá ao investigado a oportunidade de explicar-se.

 

No processo de hoje, a acionista Ilene Richman alega que o Goldman falhou ao não revelar que havia recebido da SEC essa Wells Notice. "Os investidores não estavam cientes de que a SEC estava investigando" as transações do Goldman, afirma o processo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Goldman SachsSECfraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.