Ações caem em NY após comentários agressivos do Fed

O mercado de ações norte-americano segue em queda, pressionado pela alta do petróleo para acima de US$ 60,00 por barril na máxima do dia e comentários agressivos de vários membros do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), que alertaram para a possibilidade de uma elevação adicional da taxa de juro de curto prazo. O setor bancário, mais sensível à perspectiva para o juro, reagiu negativamente às declarações dos dirigentes do Fed: Citigroup cede 1,7% e Bank of America perde 0,9%. Os temores relacionados à direção futura da política monetária estão ofuscando a alta de 2,22% e 5,47%, respectivamente, das ações da Ford Motor e da General Motors, depois do Deutsche Bank ter elevado sua recomendação para ambas as montadoras de "manter" para "comprar", citando expectativas de resultado favoráveis nas negociações com os sindicatos sobre os benefícios relacionados a planos de saúde. Às 18h06, o Dow Jones caía 71 pontos, ou 0,56%, o S&P 500 recuava 12 pontos, ou 0,85%, e o Nasdaq perdia 30 pontos, ou 1,23%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.