Ações da aérea EasyJet caem mais de 12% em Londres

Companhia alertou que seu prejuízo antes de impostos no primeiro semestre fiscal poderá dobrar na comparação anual devido ao aumentos dos custos dos combustíveis

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2011 | 09h19

As ações da companhia área EasyJet recuam mais de 12%, depois que a empresa alertou que seu prejuízo pretax (antes de impostos) no primeiro semestre fiscal poderá dobrar na comparação anual devido ao aumentos dos custos dos combustíveis. A EasyJet disse, porém que espera um robusto segundo semestre e que suas expectativas para o ano cheio continuam "amplamente inalteradas". Às 8h55 (de Brasília), as ações da EasyJet recuavam 12,46% na Bolsa de Londres.

"A perspectiva econômica na Europa continua incerta e os preços do mercado de combustíveis mais altos pressionarão as margens inevitavelmente no curto prazo", declarou a companhia num comunicado.

A EasyJet prevê um prejuízo pretax para o período de seis meses encerrado no dia 31 de março entre 140 milhões de libras e 160 milhões de libras, ante o prejuízo pretax de 78,7 milhões de libras registrado no mesmo período do ano anterior. A companhia informa geralmente seus resultados do primeiro semestre fiscal, que engloba os meses de outono e inverno que são sazonalmente mais lentos.

Os custos dos combustíveis no primeiro semestre deverão ser 1,17 libra por assento mais altos do que no ano anterior, disse a EasyJet, observando que o preço atual de mercado de combustível de aviação é de US$ 897 a tonelada, em comparação com US$ 681 a tonelada há um ano. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.