Ações da AL têm pior desempenho entre todos os emergentes em maio

As ações da América Latina caíram 14,2% (referenciadas em dólares) em maio, o que fez a região apresentar o pior desempenho entre todos os países emergentes no mês passado, de acordo com relatório do Merrill Lynch divulgado hoje. O índice MSCI de mercados emergentes caiu 10,8% no mês passado, por causa da onda de vendas ("sell off") provocada pela combinação de temores em relação ao dólar e à inflação nos EUA. O índice de emergentes do MSCI teve desempenho abaixo do índice MSCI World pela primeira vez em sete meses. Os mercados emergentes da Ásia caíram 8% em maio. O desempenho da região asiática acima do dos emergentes em geral se deveu à resistência da China (queda de 6,1%) e Taiwan (queda de 6,7%). A Indonésia e a Índia foram os piores mercados da região, com queda de 14,2% e 14,4%, respectivamente. Os temores sobre a liquidez global fizeram a Turquia apresentar queda de 28,8%, o pior desempenho entre todos os emergentes. A Hungria caiu 12,5% e a Polônia recuou 12,8% também foram atingidas pelos temores sobre a queda nos ganhos originários do diferencial de juros entre estes mercados e os do G3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.