Ações da Arcelor Brasil operam com volatilidade

As ações da Arcelor Brasil estão mostrando volatilidade hoje, em reação à formação da Arcelor/Mittal - maior siderúrgica do mundo. Ao final de uma dura batalha, o grupo siderúrgico europeu Arcelor aceitou a oferta de compra feita pela Mittal Steel, líder mundial na produção de aço. A notícia agradou, a princípio, analistas que acompanham o setor. Para o Brasil, especificamente, a operação não deve trazer mudanças significativas, já que os ativos locais, reconhecidamente de qualidade e baixos custos, são estratégicos para competitividade da nova companhia. A Arcelor no País é resultado da união da Companhia Siderúrgica Belgo-Mineira, da Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST) e da Vega do Sul. Às 12h15, a ação ON da Arcelor Brasil operava em baixa de 1,80%, a R$ 35,00, após 634 negócios na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A primeira percepção é de que a consolidação é positiva, uma vez que contribui para a estabilidade dos preços do aço no mercado internacional e também para o fortalecimento das empresas nas negociações de compra de insumos no médio e longo prazo. O analista da Fator Corretora, José Alberto Baltieri, explica que as empresas ainda não anunciaram detalhes sobre o destino das operações no Brasil e destaca que há dúvidas se haverá pagamento de prêmio ou mesmo a possibilidade de fechamento de capital. "De qualquer forma o mercado já aguardava essa operação, que é considerada positiva, uma vez que contribuirá para disciplinar os preços, reduzindo a pressão de clientes e fornecedores sobre as siderúrgicas", afirma. Para o analista da Geração Futuro, Luiz Alberto Binz, ainda é difícil avaliar o impacto da operação entre Mittal e Arcelor para o Brasil, mas uma coisa é certa: o setor siderúrgico como um todo sai ganhando. Binz explica que o processo de consolidação ajuda a fortalecer o setor, contribuindo para estabilidade de preços e maior poder nas negociações com fornecedores. A aprovação final do negócio está marcada para o dia 5 de julho, quando acionistas da Arcelor se manifestarão em relação à operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.