Ações da Natura estão baratas, segundo o banco UBS

As seguidas quedas na Bolsa de Valores de São Paulo têm criado algumas pechinchas para os investidores. É o caso da fabricante de cosméticos Natura. O banco suíço UBS elevou na sexta-feira a recomendação para a Natura de "neutro 1" para "compra 1". Isso significa que, antes, a ação não apresentava potencial de queda nem de alta. Mas, agora, há mais chances de que o preço da ação suba, trazendo lucro para o investidor. Em relatório, o banco explica a razão:"as ações da Natura acumulam queda de 24% desde 9 de maio, com desempenho de quase 10 pontos porcentuais abaixo da média do mercado brasileiro. Embora não estejamos necessariamente surpresos, considerando a alta suscetibilidade da avaliação da Natura, em nossa opinião a reação das ações foi significativamente além do que consideramos justo". Assim, o UBS estabeleceu preço-alvo (para 12 meses) em R$ 30,50 (US$ 13,56) para os papéis da empresa, o que implica potencial de alta de 40%. Na sexta-feira, a ação era negociada a R$ 21,74 na Bolsa de Valores de São Paulo. No primeiro trimestre de 2006, a Natura obteve lucro líquido de R$ 81,7 milhões, com acréscimo de 17,2% frente aos R$ 69,7 milhões registrados nos primeiros três meses de 2005. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.