Ações da Petrobras e Vale avançam na Bovespa

As ações da Petrobras e da Companhia Vale do Rio Doce começam o pregão da segunda-feira em alta. Os papéis da estatal de petróleo reagem, segundo operadores, à notícia divulgada no jornal O Globo, de que a empresa estaria próxima de confirmar uma gigantesca reserva de petróleo leve na Bacia de Campos. Caso isso ocorra, a companhia passaria a ser uma das maiores do mundo. Às 10h46, a ação preferencial da Petrobras subia 0,77%, entre as principais altas da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que tinha ganho de 0,19%. A ação ordinária (ON) da Vale do Rio Doce e preferencial classe A (PNA) se revezam com Petrobras na lista dos maiores ganhos. Também no horário acima, Vale PNA subia 1,25% e Vale ON tinha valorização de 1,69%. Segundo analistas, as ações sobem acompanhando as demais mineradoras na Europa. Em Londres BHP, Xstrata e Rio Tinto avançavam, acompanhando as cotações do ouro e do cobre. Além disso, os contratos futuros do níquel registram alta, em meio a uma redução nos estoques e repercutindo notícias sobre o projeto de Goro da Vale. Fontes próximas à empresa teriam dito que o projeto, na Nova Caledônia, não começará a produzir até 2011, e não deve atingir a capacidade máxima nos três ou quatro anos subseqüentes. A Vale atualmente reavalia a mina de níquel de 60.000 toneladas e informou, anteriormente, que pretendia começar a produzir no local em 2009. Para analistas, pesa mais sobre as ações hoje os efeitos positivos da notícia nos preços das commodities.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.