Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Ações da Petrobrás fecham em queda depois de balanço

As ações da estatal abriram em forte alta, mas mudaram de sinal e fecharam com recuo; Bolsa caiu quase 2%

Clarissa Mangueira, O Estado de S. Paulo

18 Maio 2015 | 10h03

Texto atualizado às 17h50

A Bovespa caiu quase 2% nesta segunda-feira, 18, conduzida pelas perdas acentuadas de Petrobrás, bancos e setor de mineração e siderurgia. A negociação foi volátil pela manhã, devido ao dia de vencimento de opções sobre ações, que costuma provocar oscilações na Bolsa.

A Bovespa abriu o dia em alta, sustentada pela valorização das ações da Petrobrás de mais de 3%, beneficiadas por uma leitura inicialmente positiva do balanço da estatal divulgado após o fechamento do mercado na última sexta-feira. Mas a abertura morna das bolsas de Nova York influenciou negativamente o Ibovespa, que passou a cair logo depois, conduzido principalmente pelo recuo dos papéis de bancos, Vale e siderúrgicas.

No fim da manhã, os papéis da Petrobrás inverteram o sinal positivo e começaram a cair, à medida que os investidores digeriam com mais atenção os detalhes do balanço da estatal. A companhia registrou lucro líquido de R$ 5,330 bilhões no período, queda de 1,2% ante o mesmo período de 2014, mas com elevação da alavancagem para 52%. No fim do dia, Petrobrás ON e Petrobrás PN recuaram -2,72% e -1,99%, respectivamente. No término dos negócios, o Ibovespa indicou baixa de 1,82%, aos 56.204,23 pontos. 

Segundo profissionais do mercado, as ações do setor financeiro foram pressionadas pelas expectativa de aumento da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de bancos de 15% para 17%. A medida está sendo estudada pelo governo, entre outras opções para cumprimento da meta de superávit fiscal. No término da sessão, Itaú Unibanco PN (-2,66%), Bradesco ON (-1,91%), Bradesco PN (-2,45%), Banco do Brasil ON (-0,69%) e Santander Unit (-2,88%).

No setor de mineração e siderurgia, as ações foram impactadas pela queda do minério de ferro e por dados da China. O preço médio das novas moradias na China registrou queda de 6,3% em abril ante igual mês do ano passado, conforme levantamento em 70 cidades chinesas. No fechamento, Vale ON (-4,89%) e Vale PNA (-4,55%). Entre as siderúrgicas: CSN -3,07%, Gerdau -2,00% e Gerdau Metalúrgica -2,75%.

Mais conteúdo sobre:
PetrobrásaçõesIbovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.