Ações da Telemig Celular caem, reagindo a conflitos na gestão

As ações da Telemig Celular fecharam no topo das maiores perdas de hoje. A queda das ações preferenciais foi de 6,22%, para R$ 3,47, depois de 752 negócios. Somente nesta semana, a perda acumulada é superior a 10%. Os investidores estão preocupados com a situação da companhia por conta da briga societária entre Opportunity, de um lado, e fundos de pensão e Citigroup, do outro. Nesta semana, a combinação de duas informações acendeu a luz amarela para a companhia: o processo para que o grupo de Daniel Dantas seja afastado não pode ser acelerado e as divergências na estrutura de comando já estariam afetando a rotina gerencial da empresa. A evidência de que a tomada de decisões operacionais podem estar prejudicadas preocupa porque a situação ocorre justamente no momento em que a companhia sofre o aumento da concorrência em sua região, com a estréia da Claro desde o final do ano passado em Minas Gerais. Trata-se justamente da operadora mais agressiva comercialmente, por ambicionar tornar-se a líder no mercado brasileiro. As fundações alcançaram a holding Telemig Celular Participações, mas a operadora Telemig Celular ainda está sob comando do Opportunity. Ocorre que é na operadora que as decisões estratégicas são tomadas. No entanto, muitas questões precisam do aval ou da colaboração da holding, mas os sinais são de que o relacionamento está complicado. O problema é que o cenário deve perdurar ainda por algum tempo. Para que os fundos e o Citi possam retomar os procedimentos para efetivamente retirar Dantas da liderança da operadora mineira é preciso que termine o julgamento na corte especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre questionamento feito pelo Opportunity. Mais uma vez, o tema é a validade das assembléias do restante da cadeia societária em razão da participação do Banco do Brasil, patrocinador da Previ, na Telemar, por meio das seguradoras Brasilcap e Brasilveículos. A votação está em quatro a zero a favor das fundações, mas já sofreu a terceira paralisação em razão de pedido de vistas por parte dos ministros do STJ. No total, a corte é formada por 16 ministros. Para que se encerre o processo, é preciso que a Previ obtenha, ao menos, nove votos favoráveis. Nesta semana, operadora Telemig Celular, liderada pelo Opportunity e presidida por Ricardo Sacramento, divulgou nota informando que causou "estranheza" o fato de a holding ter comunicado que pode atrasar a entrega do formulário 20F à SEC. A operadora afirmou que tomou as providências necessárias para fornecer os dados que a holding demandaria para envio do documento. Além disso, afirmou que a administração da holding estaria tentando criar fatos para criticar as atividades da administração da operadora. Divergências entre as companhias já resultaram no atraso do balanço da Telemig Celular Participações. A administração da operadora afirma que a situação foi proposital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.