Ações da Vale caem com Ebitda abaixo das projeções

Ebitda veio bem abaixo das estimativas, que era de US$ 2,761 bilhões.

Agência Estado,

11 de fevereiro de 2010 | 12h19

O mercado reagiu mal aos resultados do quarto trimestre e de 2009 anunciados ontem à noite pela Vale. As ações preferenciais (PNA) e ordinárias (ON) da mineradora recuavam 2,16% e 2,53%, respectivamente, e figuravam às 11h55 entre as maiores quedas do índice Bovespa (Ibovespa). A Bovespa recuava 0,42%, aos 64.767 pontos.

 

Apesar de o lucro de US$ 1,51 bilhão no quarto trimestre de 2009 - alta de 11,1% - ter ficado em linha com as projeções, a geração de caixa medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) veio bem abaixo das estimativas. A Vale registrou Ebitda de US$ 2,145 bilhões, 22,3% inferior à média das projeções, que era de

US$ 2,761 bilhões.

 

O desempenho mais fraco na geração de caixa foi consequência, entre outros fatores, do aumento de despesas provocado pela valorização do real ante o dólar. Após o resultado, várias casas reduziram a recomendação para os papéis da mineradora, o que contribui para a pressão sobre as ações da Vale hoje, afirma um operador.

Tudo o que sabemos sobre:
Valebalançoebtida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.