Ações de bancos da Itália sobem com acordo europeu

As ações dos bancos da Itália disparam à medida que os detalhes sobre o plano para a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) são conhecidos, incluindo a possibilidade de que este fundo possa comprar bônus no mercado secundário.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

21 de julho de 2011 | 10h35

"Os investidores gostam do fato de que está sendo dada uma resposta política forte à recente agitação dos mercados. As ações de bancos são impulsionadas também pela notícia de que haverá a possibilidade de intervir no mercado secundário, o que tornaria os empréstimos no mercado primário menos dispendiosos", disse um gestor de ativos em Milão.

Por volta das 10h13 (de Brasília), as ações do Intesa Sanpaolo subiam 6,1%, as do UniCredit estavam em alta de 5,1% e as do Banca Monte dei Paschi di Siena ganhavam 3,7%.

Os governos da zona do euro concordaram com um novo pacote de ajuda para a Grécia e em reestruturar a EFSF, segundo documento prévio do encontro de cúpula da zona do euro que ocorre em Bruxelas hoje. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
crisedívidaGréciazona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.