Ações e derivativos não serão negociados em 12 de junho

Data marca a abertura da Copa do Mundo com o Brasil enfrentando a Croácia; nos demais jogos o fechamento poderá ser 2 horas antes do jogo

Fernanda Guimarães, da Agência Estado,

29 de maio de 2014 | 09h33

O presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, informou ao Broadcast, serviço de informações da Agência Estado, que ações e derivativos não serão negociados no dia 12 de junho, data de abertura da Copa do Mundo, ocasião em que o Brasil abre o mundial em jogo contra a Croácia. Essa data já foi decretada como feriado municipal pela prefeitura de São Paulo.

Ainda a depender de aprovação do Banco Central, Edemir disse que nos demais dias de jogos do Brasil, ações e derivativos fecharão duas horas antes do início das partidas. Já o mercado de balcão de câmbio e de ativos, como os títulos públicos, serão negociados normalmente, disse o executivo. Por causa da Copa, Edemir avalia que os volumes de negociação serão menores neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
BM&FBovespaaçõesderivativosCopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.