Ações ligadas ao setor penal disparam em Nova York

As ações das companhias que lucram com assuntos associados a prisões dispararam na Bolsa de Nova York após o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, ter declarado, ontem, estado de emergência nas superlotadas unidades penitenciárias, o que permite que o governo contrate serviços de prisões de fora do Estado para abrigar temporariamente seus condenados. Os papéis do Geo Group subiam 10%, enquanto as ações da Corrections Corp of America avançavam 10,1%. A Cornell Cos subia 6,6%. As três empresas concorrem nos EUA para oferecer serviços de correção, detenção, educação, reabilitação e tratamento para os governos federal, estadual e municipal. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.