Ações operam em baixa em NY, com nervosismo global

Os principais índices do mercado de ações em Nova York permanecem em baixa, pressionados pelo nervosismo global gerado pelo teste de mísseis da Coréia do Norte e sentimento doméstico deprimido pelos temores de que fortes indicadores levem o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) a dar continuidade ao seu ciclo de aperto monetário. O volume é fraco, uma vez que alguns participantes ainda não retornaram do feriado de 4 de julho. Na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, na sigla em inglês), o volume negociado soma cerca de 1 bilhão de ações, mesmo volume registrado pelo Nasdaq. O diretor de investimentos da Hinsdale Associates, Paul Nolte, disse que os desenvolvimentos na Coréia do Norte estão gerando nervosismo e, ao mesmo tempo, proporcionando uma oportunidade para os mercados norte-americanos se corrigirem depois da alta registrada na segunda-feira. "Os investidores decidiram recuar, pelo menos por enquanto, para ver como as coisas vão se resolver", disse o presidente da Johnson Illington Advisors, Hugh Johnson. Às 16h26 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 76 pontos (0,69%), o Nasdaq recuava 34 pontos (1,59%) e o S&P-500 registrava queda de 9 pontos (0,72%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.