Ações reduzem alta em NY à espera de dado de inflação

Os principais índices de ações do mercado norte-americano oscilam em alta modesta, depois de devolverem a maior parte dos ganhos do dia. Os ganhos de hoje foram gerados pela queda dos preços do petróleo, em virtude do cessar-fogo imposto pela ONU no conflito Israel-Hezbollah, mas foram reduzidos por causa do nervosismo diante dos importantes dados de inflação esperados para esta semana (índice de preços ao produtor na terça-feira e índice de preços ao consumidor na quarta-feira) e preocupações relacionadas ao ritmo de desaceleração da economia norte-americana. A questão para o mercado é se a economia dos EUA está posicionada para um pouso forçado ou suave, disseram observadores. O volume negociado é baixo, de cerca de 836 milhões de ações na Bolsa de Valores Nova York (Nyse) e de 910 milhões de ações na Nasdaq. Às 16h31 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 5 pontos (0,05%), o Nasdaq avançava 13 pontos (0,66%) e o S&P-500 registrava uma alta de 1 ponto (0,13%). Na Nymex, os contratos de petróleo para setembro fecharam a US$ 73,53 o barril, queda de US$ 0,82 (1,10%), depois de tocar a mínima do dia a US$ 72,60 - menor nível desde 28 de junho, pressionado pelo cessar-fogo no Oriente Médio e notícias de que a British Petroleum vai manter uma produção de 200 mil barris/dia no campo Prudhoe Bay, no Alasca, enquanto faz os reparos em seu oleoduto. Na Comex, os contratos de ouro para dezembro caíram US$ 5,10 (0,79%) e fecharam a US$ 639,30 por onça-troy, com o cessar-fogo reduzindo a demanda por ativos de segurança. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.