Ações seguem em alta em NY com ajuda do petróleo

Os principais índices de ações do mercado norte-americano aceleraram os ganhos na última hora de sessão em Nova York, inspirados pelo declínio adicional dos preços do petróleo, a queda dos juros dos títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) e o forte lucro anunciado pelo Goldman Sachs (5,6% maior que o anterior). O índice Dow Jones oscila em seu melhor nível em quatro meses, ao redor de 11.500 pontos (por volta das 16 horas), ajudado pelas blue chips (empresas com ações de primeira linha) Hewllet-Packard, que subia 2,3%, e Bristol-Myers Squibb, com alta de 3,5%, que anunciaram mudanças de seus respectivos executivos. "As pessoas acham que o petróleo vai permanecer em baixa por enquanto e há algumas boas notícias de lucros da Goldman Sachs e de vendas do McDonald's (que registraram alta de 2,6%), onde as notícias não foram tão ruins quanto as pessoas temiam", disse o executivo-chefe de investimentos do Pan Agora, Ed Peters. "As ações de pequena capitalização também estão indo bem hoje, o que significa que o movimento de alta tem ampla base", acrescentou. Às 16h25 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 101 pontos, ou 0,89%, o Nasdaq avançava 39 pontos, ou 1,80% e o S&P-500 registrava um ganho de 13 pontos, ou 1,00%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

12 de setembro de 2006 | 16h31

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.