Ações voltam a subir em NY após queda do petróleo

Os principais índices do mercado de ações norte-americano reverteram as perdas iniciais e passaram a oscilar em alta em Nova York, ajudados pela reversão dos ganhos dos futuros de petróleo e dos comentários do vice-presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Donald Kohn. Num discurso preparado para um evento do Rotary Clube de Atlanta (Geórgia), Kohn ajudou a suavizar as recentes preocupações sobre a economia e a política do Fed ao dizer que a curva invertida de juros - no qual o yield (rendimento) dos bônus de longo prazo fica abaixo do yield dos bônus de prazos mais curtos - não são um presságio de desaceleração econômica, como foi no passado. Kohn também disse que a economia norte-americana parece estar resistindo à fraqueza do setor de moradia, enquanto a pressão inflacionária está cedendo. Ao mesmo tempo, o vigor no setor de tecnologia está ajudando a compensar as preocupações relacionadas com a próxima temporada de balanços das empresas norte-americanas. Às 18h30 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 37 pontos, ou 0,30%, o Nasdaq avançava 8 pontos, ou 0,33%, e o S&P-500 registrava alta de 3 pontos, ou 0,28%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.