Adidas reduz projeção de lucro por causa Rússia

A empresa, que patrocinou a Copa do Mundo da Fifa no Brasil, também informou que teve queda no lucro líquido no 2º trimestre

Estadão Conteúdo

31 de julho de 2014 | 12h41

A alemã Adidas reduziu suas projeções para 2014 e adiou as metas de 2015, citando riscos relacionados à Rússia e desafios no segmento de golfe. Além disso, a empresa que patrocinou a Copa do Mundo da Fifa no Brasil, informou que teve queda no lucro líquido no segundo trimestre deste ano.

O lucro da Adidas diminuiu para 144 milhões de euros no período entre abril e junho, de 172 milhões de euros um ano antes, embora a receita tenha aumentado 2%, para 3,47 bilhões de euros. O lucro operacional foi de 200 milhões de euros, abaixo de 252 milhões de euros no segundo trimestre do ano passado.

A fabricante de produtos esportivos cortou sua previsão de lucro líquido neste ano para 650 milhões de euros, em vez da faixa entre 830 milhões de euros e 930 milhões de euros estimada anteriormente. Além da fraqueza no segmento de golfe, a Adidas afirmou que o rublo, as taxas de hedge menos favoráveis e o sentimento negativo em relação à Rússia prejudicaram suas perspectivas.

"A recente tendência do câmbio do rublo, bem como o aumento dos riscos para o sentimento do consumidor e os gastos do consumidor em razão das tensões na região, indicam um aumento dos riscos para a contribuição da Rússia à lucratividade de curto prazo", afirmou a empresa em comunicado. A Adidas decidiu reduzir a abertura de lojas na Rússia e na Comunidade dos Estados Independentes (CEI) programadas para este ano e o próximo.

A divulgação do balanço detalhado da Adidas está prevista para 7 de agosto. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaAdidaslucroprojeção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.