ADRs brasileiros negociados em Nova York avançam 0,33%

Setor de telecomunicações foi o destaque do dia

Álvaro Campos, da Agência Estado,

28 de julho de 2010 | 17h37

Os ADRs brasileiros negociados em Nova York fecharam em direções divergentes, enquanto as bolsas norte-americanas caíram, com dados fracos tanto nos balanços corporativos, como na demanda por bens duráveis e no "livro bege" do Federal Reserve. Mesmo assim, o índice Dow Jones Brazil Titans 20 conseguiu avançar 108,65 pontos, ou 0,33%, para 32.675,87 pontos.

 

O setor de telecomunicações foi o destaque do dia, após a Telefónica e a Portugal Telecom (PT) confirmarem que chegaram a um acordo para a venda da participação da empresa portuguesa na Vivo por € 7,5 bilhões para a espanhola. A Vivo registrou alta 3,49%, para US$ 27,01. A operadora de telefonia celular brasileira informou que registrou um lucro líquido de R$ 236 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 29,9% em relação ao mesmo período de 2009.

 

A Telesp Participações subiu 1,89%, para US$ 21,55. A empresa registrou um lucro líquido de R$ 695,3 milhões no segundo trimestre de 2010, alta de 10,3% ante o mesmo período do ano passado. A TIM avançou 1,70%, para US$ 28,05.

 

A única que não acompanhou a alta foi a Oi (ex-Telemar), que caiu 11,06%, para US$ 15,36. A empresa confirmou que fechou com a PT um acordo para uma aliança entre as duas empresas. A portuguesa deve pagar R$ 1,1 bilhão pela fatia do BNDES e de fundos na brasileira. Para analistas, as ações caíram porque o desenho final da operação não atendeu às expectativas, não melhorando a governança corporativa. Para um trader, diante de incertezas sobre as reais mudanças na empresa, muitos investidores estão preferindo vender o papel.

 

O Bradesco teve ganho de 4,92%, para US$ 18,55. O banco anunciou lucro líquido de R$ 2,405 bilhões no segundo trimestre, 4,7% acima do ganho do mesmo período do ano passado e acima das previsões dos analistas, que eram de R$ 2,294 bilhões.

 

No campo negativo, o Pão de Açúcar caiu 5,75%, para US$ 68,71. A Gol perdeu 3,07%, a US$ 13,26. A TAM registrou retração de 2,53%, a US$ 16,20. A Fibria Celulose teve queda de 2,45%, a US$ 15,90.

 

Entre os ADRs que mais influenciam a variação do índice, a Petrobras ON caiu 1,58%, para US$ 35,62; os papéis PN da estatal registraram perda de 1,19%, a US$ 31,43. A Vale ON ganhou 1,24%, a US$ 27,78; a Vale PN subiu 1,13%, para US$ 24,08. O Itaú Unibanco teve alta de 2,51%, a US$ 22,42.

 

O índice Dow Jones Brazil Titans inclui as 20 ações de empresas brasileiras de maior liquidez e capitalização de mercado negociadas na bolsa norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaADRsLivro BegeValePetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.