ADRs brasileiros negociados em Nova York operam em alta

Declarações do Birô Nacional de Pesquisa Econômica sobre fim da recessão dos EUA impulsionam

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

20 de setembro de 2010 | 12h49

A maior parte dos ADRs brasileiros negociados em Nova York opera em alta, seguindo o comportamento das bolsas norte-americanas, impulsionadas pelas declarações do Birô Nacional de Pesquisa Econômica (NBER, na sigla em inglês) dos EUA de que a recessão iniciada em dezembro de 2007 terminou em junho de 2009. Às 12h55 (de Brasília), o índice Dow Jones Brazil Titans 20 avançava 140,31 pontos, ou 0,42%, a 33.605,24 pontos.

 

Os papéis da Brasil Telecom registravam um dos melhores desempenhos da sessão, com alta de 2,27%, para US$ 20,25. Embraer avançava 2,40%, para US$ 28,55, e TAM ganhava 1,97%, para US$ 22,80.

 

A Petrobras, que tem o maior peso no índice, registrava ganho de 0,76% nos recibos ON, para US$ 35,75, enquanto os PN subiam 0,93%, para US$ 31,44.

 

A mineradora Vale avançava 0,18% nos papéis ON, para US$ 27,90, e apresentava estabilidade nos PN, em US$ 24,58.

 

Entre os desempenhos negativos, a Ultrapar perdia 2,03%, para US$ 57,56%, a Fibria celulose cedia 1,42%, para US$ 17,30, e a Gafisa caía 0,65%, para US$ 15,26.

 

O índice Dow Jones Brazil Titans inclui as 20 ações de empresas brasileiras de maior liquidez e capitalização de mercado negociadas na bolsa norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ADRsbolsaEUANBER

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.