ADRs brasileiros negociados em NY recuam

Entre os poucos destaques positivos da sessão, a Sabesp subia 1,24% e Vivo avançava 0,95%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de abril de 2010 | 12h10

Os ADRs das empresas brasileiras negociados em Nova York operam em baixa, na sua maioria, em linha com o comportamento dos índices acionários norte-americanos. Às 12h00 (de Brasília), o índice Dow Jones Brazil Titans 20 recuava 467,13 pontos, ou 1,37%, para 33.440,17 pontos.

 

Fibria Celulose perdia 3,34%, para US$ 21,39; TAM caía 3,29%, para US$ 17,07; Gol recuava 2,68%, para US$ 12,73.

 

Os recibos ON da Petrobras caíam 2,11%, para US$ 42,25, enquanto os PN declinavam 2,32%, para US$ 37,46. A empresa informou, em relação a notícias de ontem de que poderia comprar uma fatia na empresa portuguesa Galp Energia, que até o presente momento "não há novas informações a divulgar" sobre o tema.

 

A Vale tinha queda de 2,38% nos papéis ON, para US$ 31,52, e de 1,92% nos PN, para US$ 27,52.

 

Entre os poucos destaques positivos da sessão, a Sabesp subia 1,24%, para US$ 40,01; Vivo avançava 0,95%, para US$ 25,45.

Tudo o que sabemos sobre:
ADRsTitans

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.