ADRs brasileiros sobem em NY

Índice Dow Jones Brazil Titans 20 avançou 0,58%, para 32.654,32 pontos

Álvaro Campos, da Agência Estado,

23 de julho de 2010 | 17h34

 A maioria dos ADRs brasileiros negociados em Nova York fechou em alta, acompanhando o desempenho das bolsas norte-americanas, que subiram no fim da sessão, após a divulgação dos resultados dos testes de estresse dos bancos europeus. O índice Dow Jones Brazil Titans 20 avançou 188,79 pontos, ou 0,58%, para 32.654,32 pontos.

 

Um dos destaques positivos foram os recibos da Fibria Celulose, que subiram 2,63%, a US$ 15,98. A TAM avançou 2,38%, a US$ 16,76. A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) ganhou 2,11%, a US$ 16,96. A Embraer teve alta de 2,02%, a US$ 24,28.

 

Entre os ADRs que fecharam no negativo, A BRF Brasil Foods recuou 2,37%, a US$ 13,98. A Ambev ON registrou retração de 0,94%, a US$ 93,15; e os recibos PN da empresa caíram 0,96%, para US$ 108,61. A Tim caiu 0,40%, para

US$ 27,17.

 

No setor bancário, o Santander fechou com leve alta de 0,08%, a US$ 12,95. O Bradesco subiu 0,68%, a US$ 17,84. E o Itaú Unibanco ganhou 1,06%, a US$ 21,93.

 

No grupo dos ADRs que mais influenciam a variação do índice, a Petrobras teve alta de 0,03%, a US$ 36,29 nos papéis ON; os recibos PN da estatal recuaram 0,84%, a US$ 31,71. A Vale ON subiu 1,20%, a US$ 27,72; e a Vale PN avançou 1,01%, a US$ 24,12.

 

O índice Dow Jones Brazil Titans inclui as 20 ações de empresas brasileiras de maior liquidez e capitalização de mercado negociadas na bolsa norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ADRsTitans

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.