ADRs negociados em NY fecham em alta com ganhos de ações europeias

Índice Brazil Titans fechou em queda de 110,93 pontos (0,31%), em 35.204,93

Clarissa Mangueira, da Agência Estado ,

19 de maio de 2011 | 18h27

A maioria dos recibos de ações de empresas estrangeiras negociados em Nova York fechou em alta, em linha com os ganhos das ações europeias. O índice de ADRs do Bank of New York subiu 0,50 ponto (0,3%), para 143,66 pontos.

Os ADRs da Air France-KLM subiram 1,9%, depois que a companhia afirmou que a melhora das condições econômicas provocaram um aumento do tráfego de passageiros e ajudaram a compensar a alta dos custos dos combustíveis. Os papéis da Ryanair Holdings, outra empresa do setor, também avançaram 2,1%.

Os ADRs National Grid aumentaram 1,5%, refletindo a alta de 15% do lucro operacional no ano fiscal 2010/11, encerrado em 31 de março, acima das projeções.

Os papéis da LifeSize, divisão de videoconferência da Logitech International, subiram 1,6%, após a empresa prever vendas US$ 1 bilhão nos próximos anos.

Os ganhos ajudaram a impulsionar o índice de ADRs europeus subiu 0,9%, para 134,25 pontos.

O índice de ADRs asiáticos caiu 0,6%, para 137,12 pontos.

Os ADRs da Suntech Power Holdings caíram 3,3%, enquanto os da Advantest Corp. perderam 2,2%.

O índice de ADRs latino-americanos caiu 1,01 pontos (0,25%), para 398,03 pontos, e o índice Brazil Titans fechou em queda de 110,93 pontos (0,31%), em 35.204,93.

Os ADRs da Petrobrás cederam 1,7%, com a notícia de que o governo brasileiro pediu que a empresa adote um programa de gastos menos ambicioso, após revisar seu plano de investimento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ADRsrecibosPetrobrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.