ADRS sobem com dados dos EUA e otimismo com Grécia

 ISM subiu para 61,1 em junho ante 56,6 em maio

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

30 de junho de 2011 | 18h26

 Os recibos de ações de empresas estrangeiras negociados em Nova York fecharam em alta, impulsionados por dados positivos sobre a atividade industrial em algumas regiões dos EUA e pelo fato de bancos da Alemanha terem assumido o compromisso de oferecer suporte à Grécia.

 

Nos EUA, o índice de atividade industrial de Chicago medido pelo Instituto para Gestão de Oferta (ISM) subiu para 61,1 em junho, de 56,6 em maio, contrariando as expectativas de analistas, que esperavam um declínio para 53,0. O índice de atividade industrial da região do Federal Reserve de Kansas City também aumentou em junho, para 14, de 1 em maio.

 

Na Alemanha, o ministro de Finanças do país, Wolfgang Schaeuble, disse que os maiores bancos da Alemanha concordaram em fazer parte de um novo programa de ajuda para a Grécia aceitando vencimentos mais longos para cerca de 2 bilhões de euros em bônus que expiram em 2014, sob os termos atuais.

 

O índice de ADRs do Bank of New York Index subiu 1,5%, para 143,07 pontos. O índice europeu ganhou 1,6% para 131,94 pontos, enquanto o da Ásia fechou em alta de 1,3%, a 138,73 pontos. O da América Latina subiu 0,9%, para 412,35 pontos.

 

O índice Dow Jones Brazil Titans 20 ganhou 0,99%, ou 355,70 pontos, e encerrou o dia a 36.118,42 pontos. Entre os componentes de maior peso, os recibos ON da Petrobras avançaram 1,83%, enquanto os ADRs ON da Vale subiram 1,20%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ADRGréciabolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.