Agnelli diz que Vale seguirá investindo forte no País

O presidente da Companhia Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, disse hoje que a empresa, mesmo tendo aumentado as operações no exterior, vai continuar investindo fortemente no Brasil, e pode ainda ampliar os projetos no País em função das medidas propostas pelo governo no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado ontem. "Foi muito positivo", afirmou, referindo-se ao PAC. "O programa trouxe medidas há muito reivindicadas pela iniciativa privada".Agnelli esteve em uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para quem apresentou as projeções de investimento da Vale para 2007. De acordo com o presidente da companhia, mesmo com a recente aquisição da multinacional Inco, a companhia vai continuar dando prioridade aos investimentos no Brasil. "Nós continuamos investindo forte. Acreditamos que o mercado vai continuar forte no mundo inteiro e não podemos perder essa oportunidade", disse.O presidente da Vale elogiou o PAC, afirmando que é importante o governo federal apontar quais os programas que serão prioridade. Agnelli gostou especialmente da prioridade dada à área de energia, que considera crucial para o crescimento do País. "Quando o governo desonera, na medida do possível, respeitando as restrições monetárias e fiscais, se comprometendo com os ajustes fiscais e com a estabilidade, isso é extraordinariamente importante", disse.Agnelli afirmou que na próxima sexta-feira serão apresentados oficialmente os projetos de investimento da empresa no País para 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.