Alemanha inicia investigação formal sobre venda de ações da EADS

A comissão reguladora do mercado mobiliário alemão, BaFin, anunciou que está conduzindo uma investigação formal sobre a European Aeronautic Defence & Space Co. (EADS), dona da Airbus. O inquérito pretende apurar o possível uso de informação privilegiada entre seus executivos para negociar ações.Segundo a porta-voz da BaFin, Anja Neukoetter, em uma avaliação preliminar a agência reguladora observou que um volume extraordinariamente alto de ações da EADS foi negociado nos mercados alemães. A BaFin não estipulou prazos para a duração da investigação.O porta-voz da EADS, Michael Hauger, declarou que a companhia vai apoiar a autoridade reguladora na investigação. Notícias de que o ex-co-executivo-chefe Noel Forgeard vendeu papéis da empresa em março (três meses antes da Airbus anunciar novos atrasos nas entregas do A380) atraiu a atenção dos reguladores para a administração da EADS. Na ocasião, a companhia revelou que os adiamentos devem reduzir em 2 bilhões de euros o seu lucro operacional nos próximos quatro anos.Com a notícia, o preço da ação da EADS despencou 34% no dia seguinte. Forgeard tem afirmado que não fez uso de informação privilegiada ao decidir vender as ações. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.