Alerta de lucro da Motorola limita alta nas Bolsas de NY

As Bolsas em Nova York começaram o dia com variações negativas, contrariando as expectativas de analistas que esperavam uma abertura positiva, motivada pela queda inesperada do número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos e a alta dos mercados europeus alimentando a esperança de que o ganho de ontem continue e limite o impacto do alerta de lucro da Motorola. Porém, às 10h37 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,02%; o Nasdaq perdia 0,06%; e o S&P 500 operava em +0,12%. O mercado de ações dos EUA fechou com forte ganho, ontem, estimulado pelo comunicado do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) considerado mais amigável pelos investidores, o que deu a entender que o Fed poderá reduzir o juro do país este ano. O indicador de pedidos de auxílio-desemprego pode ser outro fator de suporte, após registrar queda de 4 mil pedidos. A previsão era de aumento de 2 mil pedidos. As ações da Motorola caíram mais de 5% no pré-mercado em reação ao alerta de lucro realizado ontem. Já as ações da Nokia, a principal concorrente da Motorola, subiram 1,5%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.