Alpargatas inaugura centro de pesquisa no RS

A São Paulo Alpargatas inaugurou hoje em São Leopoldo, a 30 quilômetros de Porto Alegre (RS), o novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, destinado ao desenvolvimento de protótipos, pesquisa e teste de materiais. De acordo com o diretor de artigos esportivos, Gumercindo Moraes Neto, a construção do centro naquela cidade, em uma área de 10 mil metros quadrados, visa aproveitar a presença da cadeia calçadista no Rio Grande do Sul e de instituições voltadas à pesquisa. Moraes Neto não informou o valor do investimento, dizendo apenas que faz parte dos quase R$ 140 milhões que a companhia anunciou para o ano de 2006. Do local sairão os produtos a serem validados por meio de pesquisas de mercado e em testes físicos, mecânicos e biomecânicos destinados a atestar conforto e qualidade antes de serem colocados nas linhas de produção. A companhia transferiu para lá funcionários da área de criação e está contratando também os profissionais gaúchos para a nova equipe.Moraes Neto explicou que o projeto irá viabilizar a internacionalização da companhia, que é um dos pilares do crescimento nos próximos anos. Para isso, as exportações terão que alcançar a participação de 35% e 40% da receita. Hoje ficam com cerca de 8%. "Vamos perseguir um porcentual expressivo do faturamento no exterior", comentou, sem especificar prazos.O executivo reafirmou que a Alpargatas irá criar, em no máximo seis meses, uma companhia nos Estados Unidos para cuidar do marketing e distribuição de seus produtos no país. Inicialmente se incumbirá das sandálias Havaianas e posteriormente de outros itens. Questionado sobre os efeitos do câmbio nos planos de exportação da Alpargatas, Moraes Neto disse que o desenvolvimento de produtos e o investimento em design são formas de compensar essa variável negativa. "É uma saída estratégica que vislumbramos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.