Alpargatas tem de apresentar metodologia de preço para OPA na Argentina

A Comissão Nacional de Valores da Argentina (CNV) vai exigir que a Alpargatas inclua, em seu prospecto de oferta, detalhes sobre os diferentes valores que a ação poderia ter em função de questões metodológicas usadas para a precificação do papel. Ontem o órgão regulador da Argentina aprovou o pedido da São Paulo Alpargatas para lançar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) de 40,04% das ações da companhia.

Marina Guimarães,

28 Janeiro 2010 | 16h25

 

Os acionistas locais, no entanto, reclamam do preço, considerado uma "pechincha", e tentam bloquear a oferta. Nas explicações para a aprovação do pedido de OPA, a CNV diz que não existe um argumento legal para impedir a oferta, já que a mesma é voluntária. A OPA, apresentada em outubro de 2009, foi lançada por um valor de 3,4 pesos (R$ 1,66) por ação.

Mais conteúdo sobre:
AlpargatasOPAArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.