Alta de energia faz Bolsa de Hong Kong recuar 1%

O enfraquecimento do mercado dos Estados Unidos, devido à alta dos preços de energia, influenciou a Bolsa de Hong Kong, que fechou em baixa. O índice Hang Seng recuou 1%, aos 20.507,95 pontos. Analistas atribuíram a queda também ao declínio dos papéis de bancos chineses, afetados pela decisão do Banco Popular da China (o BC chinês) de elevar de 9,5% a 10% o porcentual do depósito compulsório dos bancos comerciais. A decisão, tomada pela segunda vez neste ano pela autoridade monetária chinesa, visa deter o crescimento do crédito. China Mobile caiu 2,6%; HSBC fechou estável. Entre os bancos, o Construction Bank recuou 1,7%; o Comercial e Industrial da China (ICBC, na sigla em inglês), caiu 0,9% e Bank of China perdeu 0,3%. Das energéticas, CNOOC recuou 0,6% e PetroChina subiu 0,2%. A alta do petróleo afetou as companhias aéreas: Cathay Pacific, China Eastern Airlines e China Southern Airlines caíram todas 2,6%. Mas a alta dos preços do minerais no mercado global valorizou as companhias de metais: Jiangxi Copper subiu 8,3% e Zijin Mining teve alta de 6,9%. Os ganhos registrados no mercado global de metais durante os feriados do Ano Novo Chinês estimularam os negócios em Xangai, ofuscando as perdas sofridas pelas ações do setor bancário após a alta do porcentual do depósito compulsório. O Xangai Composto registrou alta de 1,4% e o Shenzhen Composto subiu 2,4%. China Merchants Bank caiu 5,6% e China Minsheng Banking teve baixa de 4,1%. Shanghai Pudong Development Bank fechou 4,8% abaixo do registrado no último pregão. Já as mineradoras registraram fortes ganhos. Jiangxi Copper subiu até o limite de alta de 10% e Zhongjin Gold teve aumento de 5,1%. Baoshan Iron & Steel avançou 8% depois que a revista "Economic Observer" informou que a Shanghai Baosteel Group Corp. planeja fazer um roadshow em abril para oferta pública inicial de ações e posterior lançamento de ADRs no mercado norte-americano. O yuan fechou em baixa em relação ao dólar no fechamento dos negócios. No mercado de balcão, o dólar encerrou cotado a 7,7535 yuans, acima dos 7,7426 yuans de 16 de fevereiro, último dia de negociação antes dos feriados. No sistema automático de preços o dólar subiu para 7,7570 yuans, de 7,7460 yuans de 16 de fevereiro. A alta do dólar em relação ao iene e a renovada demanda pela moeda norte-americana por empresas locais fizeram o yuan cair. O primeiro pregão depois dos feriados do Ano Novo Chinês foi de alta em Taiwan. O Taiwan Weighted subiu 1,2% - aos 7.900,20 pontos - liderado por papéis do setor imobiliário. Há informações de que investidores de Hong Kong estão interessados em aplicar no setor em Taiwan, na expectativa de que os trens de alta velocidade elevem os preços nas proximidades das estações. Os ganhos, porém, foram limitados pela realização de lucros assim que o índice atingiu 7.950 pontos, ?muito próximo do índice psicológico de 8 mil pontos?, disse Alex Huang, da Barits International Securities. Kindon Construction avançou 5,9% e Goldsun Development & Construction atingiu o limite de alta de 7%. O índice Kospi fechou estável, com alta de 0,01%, aos 1.470,03 pontos, em um pregão de grande volume de negócios. Investidores estrangeiros compraram papéis de corretoras e seguradoras antes do final do ano fiscal de 2006 (que ocorre em março). Os pagamentos de dividendos ajudaram a superar as perdas no setor de tecnologia. Dongbu Insurance avançou 3,6%, Hyundai Securities subiu 2,2%, mas Samsung Electronics teve queda de 1,7%. Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering teve aumento de 2,7%. O mercado filipino iniciou a semana em baixa. O índice PSE Composto caiu 0,3% e fechou aos 3.380 pontos, em razão da realização de lucros em determinadas ações. SM Investments teve queda de 2,6% e PLDT fechou 0,2% abaixo do preço de sexta-feira. JG Summit caiu 1,8%. Dentre as altas, Geograce avançou 1,1% e Megaworld teve aumento de 1,5%. A Bolsa australiana encerrou o dia em território positivo. O bom desempenho dos preços dos metais de base nos mercados externos provocou aumento dos preços dos papéis de mineradoras, apesar da realização de lucros em ações do sistema financeiro. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney teve alta de 0,1%, aos 6.044 pontos, depois de ter caído para 6.008 na primeira parte do pregão. BHP Billiton subiu 1,3% e Rio Tinto teve alta de 3,2%, depois que os preços do cobre registraram aumento de 2,8% sexta-feira na London Metal Exchange. O índice JSX Composto da Bolsa de Jacarta (Indonésia) fechou em baixa de 0,42%, aos 1.783,95 pontos. Investidores foram tomados pelo temor de que o banco central interrompa o ciclo de corte da taxa de juros básica, devido ao excesso de liquidez do mercado. A expectativa é pela divulgação da taxa de inflação de fevereiro, a ser anunciada quinta-feira. Bank Mandiri caiu 3%, BCA recuou 2%, Bank Danamon perdeu 1,7% . A peso pesado de telecomunicações Telkom fechou em baixa de 1,1% depois de suas ADRs caírem 1,1%, corrigindo ganhos da últimas semanas. O índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur (Malásia) fechou em baixa de 0,83%, aos 1.272,87 pontos, e o índice Strait Times da Bolsa de Cingapura recuou 0,08%, aos 3.307,92 pontos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.