Alta de juro dos títulos do Tesouro derruba bolsas de NY

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, reagindo à alta dos juros dos títulos do Tesouro dos EUA. "Os problemas do mercado de bônus estão extravasando para o mercado de ações. A alta dos juros pressiona os preços das ações e faz crescer a probabilidade de um crescimento mais lento dos lucros das empresas", comentou o estrategista-chefe do Prudential Equity Group, Ed Keon. O destaque no noticiário foi o anúncio do acordo para a compra da BellSouth pela AT&T, numa troca de ações avaliada em US$ 67 bilhões. As ações da BellSouth subiram 9,7% e as da AT&T, que estão entre as componentes do índice Dow Jones, caíram 3,5%. Outras ações do setor de telecomunicações reagiram à notícia da fusão, entre elas, Sprint Nextel (+4,5%) e Qwest Communications (+3,8%). As da Verizon Communications, também componentes do Dow, subiram 0,45% e os ADRs da britânica Vodafone avançaram 4,3%. A Verizon controla 55% da Verizon Wireless e analistas disseram que a fusão AT&T/BellSouth, caso aconteça, dará mais incentivos para que ela compre a fatia pertencente à Vodafone. As ações da indústria de equipamentos de telecomunicações Tellabs caíram 13%; ela poderá ser prejudicada, caso a AT&T escolha uma tecnologia diferente daquela que a BellSouth tem usado, que é fornecida pela Tellabs. Outro destaque do pregão foram as ações do fundo de investimentos em empreendimentos imobiliários CarrAmerica Realty; elas subiram 13%, em reação ao anúncio de que a empresa será comprada por uma subsidiária do Blackstone Group por US$ 5,6 bilhões. As ações da General Motors (GM) subiram 3,1%, depois de a empresa anunciar que venderá praticamente toda a sua participação na japonesa Suzuki Motor. As da 3M caíram 1,3%, depois de rebaixamento de recomendação pelos analistas da AG Edwards. As da Apple Computer recuaram 3,3%, depois de a Thomas Weisel Partners dizer que a demanda pelos novos iMacs não está correspondendo às expectativas. O índice Dow Jones fechou em queda de 63 pontos (0,57%), em 10.958,59 pontos. A mínima foi em 10.929,22 pontos e a máxima em 11.037,12 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 16,57 pontos (0,72%), em 2.286,03 pontos, com mínima em 2.281,37 pontos e máxima em 2.309,51 pontos. O Standard & Poor's-500 caiu 8,97 pontos (0,7%), para 1.278,26 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.