Alta do petróleo pressiona bolsas de Nova York

O mercado norte-americano de ações é pressionado esta tarde pela alta dos preços do petróleo. O balanço da Alcoa, que deve ser divulgado após o fechamento, também provoca expectativa. Os setores de energia e petróleo subiam, enquanto empresas de serviços públicos, corretoras, bancos, fabricantes de softwares e semicondutores e companhias aéreas eram destaque na queda. Às 16h10, o Dow Jones subia 0,15%, enquanto o Nasdaq perdia 0,41%. Os preços dos títulos do Tesouro norte-americano (Treasuries) operavam com pequena alta, mas sem notícias ou indicadores relevantes. De acordo com o estrategista George Gonçalves, do Bank of America, por causa da fraca agenda desta semana, o mercado pode corrigir parte do excesso de vendas recente. Entretanto, segundo ele, uma recuperação imediata dos preços dos Treasuries parece improvável. O juro do título de 10 anos recuava para 4,9650%. O euro caía 0,08%, para US$ 1,2097, enquanto o dólar subia 0,33%, para 118,53 ienes. Os contratos de petróleo para maio, enquanto isso, fecharam em forte alta na New York Mercantile Exchange (Nymex), de 2%, aos US$ 68,74 o barril, impulsionados pela notícia de que os EUA planejam um ataque militar contra o Irã. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

10 Abril 2006 | 16h31

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.