Alta do petróleo resulta em queda na Bolsa do Japão

A alta nos preços do petróleo no mercado futuro provocaram baixas nos papéis de empresas aéreas e de fabricantes de produtos de borracha hoje em Tóquio. Além disso, a queda do dólar em relação ao iene provocou queda nas ações de montadoras e de empresas de tecnologia. O índice Nikkei 225 da Bolsa japonesa caiu 81,17 pontos, ou 0,5%, para 16.611,59 pontos, perdendo parte dos 2% de alta das últimas duas sessões. ?Está ficando difícil prever se os atuais níveis de preço são apropriados? depois que de o Nikkei ter subido este mês seguindo a alta nos EUA", disse Teruhisa Ishikawa, gerente de informações ao investidor do Mizhuo Investors Securities. A aproximação do período de divulgação dos resultados das empresas aumentou a tensão sobre quanto as empresas realmente irão elevar suas projeções de ganhos, ou mesmo se elas irão elevá-los da maneira esperada por muitos investidores. As especulações sobre a possibilidade de a Coréia do Norte estar preparando um segundo teste nuclear tiveram um impacto limitado sobre o mercado. Não houve pressão de vendas em razão da notícia. All Nippon Airways caiu 1,9%; Japan Airlines teve baixa de 0,9%. A fabricante de pneus Bridgestone registrou queda de 1,4% em razão das preocupações com os custos da empresa depois da alta de 2,3% nos preços futuros do petróleo ontem em Nova York. Os papéis da Honda caíram 1,9% e os da Matsushita Electric Securities tiveram baixa de 0,8%. Nissan caiu 1,9%, depois que a Deutsche Securities reduziu sua classificação de ?compra? para ?mantenha? em razão da recente alta nas ações da montadora e das fracas vendas nos mercados doméstico e externo. Sony teve baixa de 1,8%, depois de quatro pregões de alta. A empresa disse que está revisando sua contas e considerando a possibilidade de rever sua projeção de lucros. O fato levantou suspeitas de que a empresa possa divulgar projeções de ganhos não muito boas ainda neste mês. A empresa também anunciou o recall das baterias usadas nos notebooks Vaio vendidos no Japão e na China. Toshiba caiu 1,3% depois que a empresa anunciou uma revisão em suas perspectivas de ganhos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.