AmBev é condenada a pagar R$ 1 mi por assédio moral

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (Rio Grande do Norte) condenou a AmBev a pagar uma indenização de R$ 1 milhão por assédio moral coletivo contra os empregados. A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho, em razão de supostas práticas da empresa de colocar funcionários em posição vexatória em caso de não cumprimento de metas. Entre as punições estava "a proibição de se sentarem durante reuniões, obrigação de dançar na frente dos outros e usarem camisas com dizeres ofensivos". A empresa informou que a ação foi impetrada em 2001 e que vai decorrer da decisão no Tribunal Superior do Trabalho (TST). No segundo trimestre de 2006, a AmBev registrou receita líquida de R$ 4,037 bilhões e lucro líquido de R$ 483,3 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.