AMD compra a ATI e chega mais perto da Intel

A norte-americana Advanced Micro Devices (AMD), segunda maior fabricante de chips do mundo, anunciou ontem a compra da canadense ATI Technologies, que produz processadores gráficos, por US$ 5,4 bilhões. A compra vai transformar a AMD em um dos maiores fornecedores de chips gráficos, usados para mostrar imagens de jogos de computadores e vídeos da internet, e chipsets, que conectam o processador aos outros componentes. A Intel, maior fabricante de chips do mundo, já fornece ambos.Com o anúncio, os papéis da ATI subiram 19%, enquanto os da AMD caíram 5%. "A aquisição certamente colocará a AMD mais em pé de igualdade com a Intel", afirmou o analista Nathan Brookwood, da empresa de pesquisa Insight 64. A ATI também fornece componentes para telefones celulares e televisores de alta definição. A AMD pagará US$ 4,2 bilhões em dinheiro e o restante em ações. A aquisição, que ainda precisa ser aprovada pelos acionistas da ATI e pelos reguladores americanos e canadenses, deve ser finalizada no fim do ano. O Morgan Stanley vai emprestar US$ 2,5 bilhões para a AMD.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.