Andima e EMTA fecham acordo de troca de informações

A Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro (Andima) e a Emerging Markets Traders Association (EMTA) assinam amanhã, em Nova York, um acordo de cooperação em projetos e estudos conjuntos. De acordo com a Andima, um dos principais objetivos do acordo é o de facilitar a atuação de investidores estrangeiros no Brasil, sobretudo por meio da divulgação de informações sobre os mercados primário e secundário de títulos públicos e privados. O acordo, segundo nota à imprensa distribuída hoje pela assessoria da Andima, será assinado durante o seminário Brazil's Capital Markets, promovido pela EMTA e que contará com a presença de mais de 200 representantes de instituições financeiras, investidores institucionais e entidades reguladoras. De acordo com a nota, no evento serão discutidos, entre outros temas, o mercado brasileiro de dívida pública, securitização, legislação financeira e estrutura de custódia e liquidação no Brasil. Mais de 200 representantes de instituições financeiras, investidores institucionais e entidades reguladoras, segundo a Andima, devem participar do evento. "Hoje, a EMTA reúne 130 instituições, incluindo os principais negociadores de títulos e investimentos para os mercados emergentes. Sua missão é promover o desenvolvimento do setor financeiro nesses mercados, de forma a integrá-los em âmbito internacional, por meio de iniciativas que ampliem a eficiência e transparência nas operações com títulos locais. Paralelamente, oferece um fórum que possibilita a seus participantes identificar e debater temas de interesse do segmento, adotando, quando necessário, ações que resultem em soluções de consenso para toda a indústria", afirma a nota da Andima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.