Anhangüera Educacional estréia na Bovespa

Primeira instituição de ensino a abrir capital no Brasil, a Anhangüera Educacional, estreou hoje na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e com ela tem 28% de suas ações negociadas em mercado (free float, em inglês). A empresa adotou unidades de uma ação ordinária e seis preferenciais para restringir a participação de estrangeiros no capital votante, já que a reforma universitária prevê que no máximo 30% dos papéis com direito a voto fiquem nas mãos de investidores externos, segundo o diretor-presidente da companhia, Antônio Carbonari Netto. Também foi por este motivo que a empresa optou pelo Nível 2 de governança corporativa em vez do Novo Mercado, que não permite a existência de ações preferenciais. A partir do ano letivo 2004, o Centro Universitário Anhangüera - Unidade Leme e Unidade Pirassununga, as Faculdades de Valinhos, a Faculdade Politécnica de Jundiaí, a Faculdade Comunitária de Campinas (Unidades 1, 2 e 3) e a Faculdade Politécnica de Matão, tiveram suas entidades mantenedoras integradas na Anhangüera Educacional.

Agencia Estado,

12 de março de 2007 | 11h13

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.