Ao sabor do cenário externo, juros domésticos sobem

O contrato futuro de juro para o mês de janeiro de 2008 (o mais negociado) fechou a quinta-feira em alta, projetando taxa de 14,68% ao ano, contra 14,61% no fechamento dos negócios ontem. O mercado doméstico de juros operou ao sabor do cenário externo, que vinha calmo pela manhã, mas mudou a partir do meio-dia, com o dado de imóveis nos EUA. Houve uma disparada de 5,2% nas vendas de imóveis usados em fevereiro, contrariando as estimativas dos economistas de queda de 0,9% nas vendas. Após o dado, os títulos do Tesouro norte-americano (Treasuries) inverteram a mão (passaram a cair, com respectiva alta nos juros), o dólar subiu, as bolsas dos EUA ampliaram quedas e, por aqui, as taxas dos contratos de juro passaram a subir, invertendo o quadro que vigorou durante a manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.