Após abrir em alta, dólar opera quase estável ante o real

Moeda perdeu fôlego e segue tendência do exterior, onde cai ante as principais divisas internacionais

Luciana Antonello Xavier, da Agência Estado,

22 de julho de 2013 | 12h14

O dólar à vista abriu em leve alta ante o real, mas o fôlego não durou muito e por volta do meio-dia a moeda norte-americana operava perto da estabilidade. No exterior, o dólar cai ante as principais divisas. Às 9h31, o dólar tinha alta de 0,09%, a R$ 2,2410, após oscilar entre a mínima de a R$ 2,2390 (0%) e a máxima de R$ 2,2420 (+0,13%). O dólar futuro para agosto tinha queda de 0,27%, a R$ 2,2465.

Na agenda do dia estão indicadores e uma cesta de balanços corporativos nos Estados Unidos. No Brasil, saiu o resultado do Bradesco e o investidor estará atento ainda no anúncio de cortes do Orçamento.

A expectativa no mercado é de que o corte no Orçamento fique num intervalo entre R$ 9 bilhões e R$ 12 bilhões e, conforme apurou o jornal O Estado de S.Paulo, o governo deve desistir da meta de 2,3% para o superávit primário, preferindo economizar só 1,8% do PIB. Além disso, a previsão de crescimento da economia este ano deve ser rebaixada a 3%.

Nos EUA, saem hoje o índice de atividade do Fed de Chicago, às 9h30, e vendas de moradias usadas (11h), ambos de junho. Entre os balanços nos EUA hoje estão os da Amazon.com, McDonald''s e Halliburton.

Hoje, o Bradesco, primeiro grande banco privado a divulgar resultados referentes ao segundo trimestre deste ano, anunciou lucro líquido contábil de R$ 2,949 bilhões, aumento de 4,1% na comparação com o resultado visto de abril a junho de 2012, de R$ 2,833 bilhões. Em relação ao trimestre imediatamente anterior, a expansão foi de 1,0%. De janeiro a junho, o lucro líquido do banco foi de R$ 5,868 bilhões, crescimento de 4,3% ante o mesmo período de 2012. O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio do Bradesco encerrou junho em 18,8% contra 20,6% visto no segundo trimestre de 2012. Na comparação com o primeiro trimestre deste ano, a queda foi de 0,7 ponto porcentual.

Na sexta-feira, o dólar à vista no balcão fechou em alta de 0,54%, a R$ 2,2390. O leilão de rolagem de swap cambial não segurou a cotação da moeda e, por enquanto, o BC não anunciou nenhum leilão de venda de moeda à vista. No ano, o dólar acumula alta de 9,49% e, em julho, de 0,36%.

Tudo o que sabemos sobre:
mercadodólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.