Apreensão com balanço mantém bolsas de NY em baixa

As bolsas norte-americanas caem com investidores temendo surpresas com os números que as companhias apresentarão em seus balanços do segundo trimestre, já que alguns indicadores econômicos mostraram desaceleração na economia dos Estados Unidos. A dúvida é quanto à possibilidade de tal desaceleração já ter tido efeito nos números das companhias ou alterado as projeções de resultado para os próximos trimestres. O alerta de resultado da 3M na semana passada e da Lucent ontem causaram certo arrepio entre alguns investidores. Hoje, o mercado se apegou ao balanço da Genentech para amargar um pouco mais de preocupação. Paralelamente, a Dell Computer teve sua projeção de resultado para o segundo trimestre reduzida pelo UBS. Às 12h42 (de Brasília), o Dow Jones caía 0,45% e o Nasdaq cedia 0,88%. As ações da Dell operavam em baixa de 2,99%. Os papéis da Genentech recuavam 3,37%, com a informação de vendas abaixo do estimado de seu principal medicamento para tratamento de câncer, o Avastin. Os papéis da empresa tiveram recomendação reduzida por dois bancos de investimento. Porém, os balanços de maior peso no mercado começam a sair a semana que vem: Google, 3M, Johnson&Johnson, Yahoo!, Apple, Intel, Motorola, J.P. Morgan, AMD, Ericsson e Citibank. O setor de tecnologia era pressionado ainda pela Microsoft (-1,26%), que foi multada em US$ 375 milhões pelas autoridades européias pelo não cumprimento de uma sentença antitruste de 2004. As informações são das agências internacionais e Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.